Que eles são queridos, nos enchem de alegria e são ultra companheiros a gente já sabia. Mas as coisas boas não param por aí! Segundo pesquisas, os animais de estimação ajudam muitas pessoas a lidar com a depressão, ansiedade e estresse.

De acordo com a última Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), feita com dados colhidos em 2013 e divulgados no final de 2015, 44,3% dos lares brasileiros possuem pelo menos um cachorro. Mas temos certeza que de lá pra cá muita coisa mudou e inclusive esse número já deve ter aumentado.

É tanto amor, tanta alegria e tantos cachorrinhos lindíneos espalhados por esse mundão, que só podemos imaginar que a presença deles no nosso dia a dia seja ainda mais presente e intensa.

Todo mundo que tem um cachorrinho em casa sabe que algumas coisas são fato (e acontecem TODOS OS DIAS!), por exemplo: sabe aquele dia chato, cinza e estressante? Ele fica muito mais feliz quando nossos pets nos recepcionam pulando de alegria. Ou então quando nos seguem por todos os cantos da casa ou, ainda, quando simplesmente abanam o rabinho para tudo o que fazemos ou falamos. 😀 😀

E se você acha que os benefícios de ter um animal em casa refletem apenas no lado emocional da coisa, está muito enganado. Segundo pesquisas feitas pela Associação Americana de Saúde do Coração, é possível relacionar o convívio de animais de estimação com a diminuição do risco de doenças cardíacas. Outros estudos, por exemplo, indicam que a relação entre pessoas e animais também proporciona a prevenção de depressão, ansiedade e estresse.

Que notícia boa, né?! Não é pra menos. Os cães aliviam aquele sentimento de solidão e nos motivam a “mexer o corpo”, já que acabamos nos movimentando quando os levamos para passear ou jogamos os brinquedinhos favoritos do cachorro para ele buscar. E é nesse tipo de saída que muita gente acaba conhecendo pessoas novas, se distraindo e distanciando cada vez mais a tão temida depressão.

Além disso, quando essas bolinhas de pelo entram em nossas vidas, querendo ou não criamos uma espécie de “rotina”: hora para comer, hora de passear, hora de brincadeiras. Dessa forma, aliviamos um pouco aquela ansiedade (que muitas vezes vem sem motivo) com coisas e atividades que preenchem o nosso dia – e a nossa cabecinha!

Depois de todas essas notícias positivas, que tal adotar um cachorrinho? A diversão é garantida. E o amor? Ah… esse vai ser o maior do mundo!

Fontes: