Olá! Tudo bem?

Conviver com pets em casa é algo que traz muita alegria para toda a família, pois eles são adoráveis, companheiros e divertidos ao mesmo tempo. Sem falar, é claro, dos momentos de fofura que podemos ter ao lado deles. Mas você sabe como adotar um cachorro?

Para ajudar nessa doce tarefa, trouxemos dicas de como agir de maneira correta na hora em que você for escolher o seu cãozinho. Então, continue a leitura e receba o novo morador com todo o amor e cuidado que ele merece!

Analise o perfil da família

Antes de adotar um cachorro, pesquise sobre a raça que deseja levar para a casa. Leve em consideração se os membros da família são mais agitados e se há disponibilidade de tempo para passeios e brincadeiras. Ou, ainda, se as pessoas são mais calmas e tranquilas e passam a maior parte do tempo em casa.

Também é importante lembrar que o cão filhote necessita de mais cuidados e os adultos estão mais aptos a se adequarem ao novo ambiente, porque eles já têm o tamanho e o comportamento definidos. Por exemplo, o vira-lata se adapta bem ao novo espaço, mesmo que já seja adulto!

Adote um cachorro

Adotar é sempre a melhor opção. O comércio de pets no Brasil tem crescido muito nos últimos anos. Entretanto, é importante dizer que essa prática prejudica milhares de cães que ficam abandonados nos abrigos, esperando pela oportunidade de encontrar um lar.

Por isso, em vez de comprar um pet, pense na possibilidade de adoção. Você vai poder salvar uma vida! Então, pesquise sobre abrigos e ONGs que disponham desse serviço. Certifique-se de que os locais sejam legalizados e ofereçam boas condições de higiene.

Pense na possibilidade do seu novo amigo ser um vira-lata! Esses cãezinhos costumam ser dóceis e brincalhões e se adaptam fácil ao ambiente quando conquistam a confiança dos donos. Além disso, eles são menos suscetíveis a doenças genéticas comuns em cães de raça pura.

Peça auxílio profissional

Outra dica muito importante é procurar um profissional especializado, caso haja dúvidas sobre o comportamento e a personalidade do cachorro. Ele vai saber orientá-lo sobre a melhor maneira de lidar com o pet e quais são os cuidados que você e sua família devem ter com ele. Por exemplo, a alimentação correta, se ele é mais brincalhão ou em que momentos pode ficar agressivo etc.

Prepare a casa para receber o cão

Ao adotar um animal de estimação, a casa deve estar preparada para recebê-lo. Se você já tem outro pet, faça uma introdução cuidadosa e tenha paciência, pois alguns cãezinhos demoram mais para se acostumar com os outros companheiros.

Escolha um lugar da casa e coloque a água e a ração dele, assim como o tapete para ele dormir. Não se esqueça de reservar o espaço para o pet fazer as suas necessidades. Com o tempo ele vai aprender a usar cada cantinho de maneira correta.

Escolha a raça ideal para conviver com crianças

Se você tem crianças em casa, opte por cães que sejam dóceis e brincalhões, afinal o ambiente tende a ser muito movimentado, não é mesmo? Por isso, indicamos algumas raças que podem conviver bem com elas:

  • Beagle;
  • Buldogue Inglês;
  • Pug;
  • Shih Tzu;
  • Golden Retriever.

Ainda é válido destacar que certas raças de cães se adaptam mais facilmente a ambientes menores. Então, se você mora em casa ou apartamento pequenos, sugerimos cãezinhos das seguintes raças:

  • Buldogue Francês;
  • Lhasa Apso;
  • Cocker Spaniel;
  • Pug;
  • West Highland White Terrier.

No caso de adoção de um Vira-lata, a sugestão é optar por um cão adulto já com o comportamento definido. Diante da grande variedade de porte e humor é super provável encontrar o cãozinho ideal para o contexto em que você vive.

Esperamos que tenha gostado das dicas de como adotar um cachorro e que o seu amigo possa desfrutar de um novo lar cheio de amor e carinho. Assim como os pets transformam as nossas vidas, nós temos a capacidade de transformar as deles.

Se você gostou do post sobre como adotar um cachorro, compartilhe-o com os seus amigos em suas redes sociais. Acreditamos que eles também vão gostar!