A raça de cachorro Yorkshire é muito procurada por pessoas que vivem em pequenos espaços.  Graças ao seu tamanho bastante reduzido e ao seu comportamento tranquilo. Além do tamanho, um fator de atração é a sua aparência muito fofa, que chama a atenção das pessoas por onde esses cachorrinhos passam.

Se estiver pensando em adotar um cachorrinho, continue lendo nosso post e descubra se os Yorkshires são ideais para você!

Origem da raça Yorkshire

De origem britânica, a raça Yorkshire é resultado do cruzamento de diversas raças existentes na Inglaterra, como o Airedale Terrier, o Tan Terrier e o English Black Terrier, entre outras. Apesar da sua aparência fofa, a primeira função que foi confiada a essa raça foi de caçador de animais como ratos e texugos, pela facilidade que tinha de entrar em pequenos espaços.

No século XIX, o Yorkshire ganhou a atenção das senhoras da alta sociedade inglesa, que adotaram exemplares da raça como animais de estimação e eram vistas carregando seus amiguinhos como acessórios. Sua maior expoente foi a então Rainha Vitória, responsável por criar o 1º Clube de cachorros Yorkshire Terrier, em 1889.

Características físicas

Pelo seu tamanho minúsculo, que atinge no máximo 25 centímetros de altura e 3 kg quando adultos, o Yorkshire Terrier é classificado pelo Kennel Club como pertencente ao grupo dos Toys, ao lado de raças como o Pequinês.

Seus pelos são longos e brilhantes e as cores podem variar entre branco, caramelo, cinza e preto. Suas orelhas são pontudas e estão sempre eretas, o que lhes dá uma aparência de esperteza.

É importante ressaltar que é necessário prestar atenção a anúncios que vendem cães “micro”, pois há criadores irresponsáveis que tentam reproduzir Yorkshires cada vez menores, o que resulta em problemas graves de saúde.

Temperamento

Se antes os Yorkshire eram excelentes trabalhadores, hoje a realidade é inversa. Eles se tornaram cães domésticos e são excelentes companhias para ficar ao seu lado em casa, especialmente por serem muito carinhosos e alegres.

Por serem sedentários, eles se adaptam muito bem à vida dentro de apartamentos e exigem muito menos passeios e atividades físicas do que outras raças. Além disso, costumam ser bastante independentes, o que é uma vantagem para quem trabalha fora de casa e não pode dar atenção todo o tempo.

Se você tem crianças em casa, tome bastante cuidado. Os Yorkshire não são conhecidos por serem amigáveis com os pequenos, especialmente bebês. Além disso, eles costumam ser teimosos e arredios, custando bastante tempo para adestrá-los.

Problemas mais comuns

Assim como outros cachorros muito pequenos, os Yorkshires apresentam alguns problemas de saúde decorrente do seu tamanho, como luxação de rótula, deslocamento da tíbia e deficiências na coluna vertebral. Além disso, eles têm predisposição a apresentar problemas respiratórios e digestivos.

Principais cuidados

O pelo dos Yorkshires é semelhante ao cabelo humano e deve ser escovado diariamente para evitar nós. Além disso, ele deve ser tosado semanalmente para mantê-lo aparado ao redor dos olhos e da boca, no intuito de evitar inflamações e infecções.

A alimentação desses animais deve ser de baixa caloria, pois a obesidade é um problema muito sério para cães de pequeno porte. Por causa disso, o ideal é que eles se alimentem apenas duas vezes ao dia.

Como nosso post mostrou, o Yorkshire é o cachorro perfeito para quem quer ter um companheiro leal!

Agora que você já conhece a raça de cachorro Yorkshire, confira nosso post e descubra como escolher os melhores nomes para seus animais!

 

 

 

Powered by Rock Convert